Mel Hoffmann

Consultoria em Comunicação Personalizada
Casa Quatro Oito encerra operação de hotelaria e reabre para aluguel

Depois de quase três anos de funcionamento, a Casa Quatro Oito, hotel boutique dos mais prestigiados e luxuosos do Estado, muda de formato e encerra sua operação de hotelaria. 

A decisão foi tomada pela empresária Bianca Pereira, depois de meses de pesquisa e debruçada em planilhas de custo. Com apenas quatro suítes decoradas com diferentes temas e cores, Bianca mantinha 12 funcionários que atendiam a demanda de bar, restaurante e hóspedes. 

“Resolvemos fazer a mudança pela real necessidade de uma economia mais criativa, enxuta e livre”, afirma a proprietária.

Em setembro, a Casa funcionará em novo formato, com a possibilidade de aluguel para temporada, festas, eventos, cerimônia, além da opção para locar para fotos e comerciais (leia mais sobre as opções na entrevista abaixo). 

Globetrotter por natureza, Bianca sempre trouxe seu olhar apurado e seu radar de novidades para Casa. As festas temáticas e de Ano-Novo reuniam artistas de diferentes partes do mundo, preservando a originalidade e o DNA do ambiente. 

Em outubro de 2018, foi inaugurado o Barca, bar da Casa, e a Galeria Pedra. A ideia foi abrir as portas para quem ainda não o conhecia e proporcionar experiências inesquecíveis também para não hóspedes, com uma das vistas mais espetaculares da Capital.

A Galeria Pedra recebeu importantes exposições, com visitação gratuita e curadoria seletiva. Passaram pelo espaço o multiartista e diretor criativo do hotel, Felipe Morozini, o grafiteiro André Pardini e os fotógrafos e artistas de novas mídias Juliana Stringhini Ruchita, Scott MacLeay, Marco Giacomelli e Lauro Andrade. 

Bianca Pereira. Foto: Lucy Hallakc

Confira entrevista com a empresária Bianca Pereira: 

Quais principais motivos que levaram à mudança?Bianca Pereira: Resolvemos fazer as mudanças na Casa Quatro Oito pela necessidade real de uma economia mais criativa, enxuta e livre. Também por um desejo pessoal de ter um projeto de vida mais simples. 

Qual seu sentimento em relação a esse novo formato?

Bianca: Mudanças, ao meu ver, são sempre bem-vindas, mesmo que isso signifique abalos na estrutura física e econômica do negócio. O sonho não acabou, apenas se transformou. 

Você, como empresária e moradora de Florianópolis, apostou também na cultura abrindo a Galeria Pedra. Qual sua avaliação do período em que ela ficou aberta?

Bianca: Ano passado, após quase dois anos de funcionamento da Casa, eu já sentia necessidade de uma mudança. Por isso, apostamos no Barca, o bar da Casa, e na Galeria Pedra. O Barca navegou lindamente pelos mares da Ilha, porém a Galeria foi uma utopia. A cidade ainda é escassa em movimentos culturais e a sociedade ainda precisa ser educada para tal. 

Como a Casa Quatro Oito funcionará nesse novo formato? Quais opções? 

Bianca: A Casa não oferecerá mais os serviços de bar, restaurante e hotelaria. Estará disponível para aluguel de temporadas, e os serviços oferecidos serão terceirizados e cobrados a parte. Haverá opção de aluguel somente do salão, para pequenos eventos, como aniversários, casamentos, festas corporativas, cursos, palestras. Aluguel para fotos e vídeos comerciais também estará disponível. O salão estará disponível em quatro períodos: manhã, tarde, noite e integralmente. A Galeria Pedra também poderá ser locada, não havendo mais curadoria das exposições. 

Quando a Casa funcionará neste novo formato?

Bianca: Faremos o possível para retornar ao mercado em setembro deste ano. Mais uma vez, o multiartista e diretor criativo do hotel, Felipe Morozini, emprestará seu olhar apurado para que possamos manter a qualidade e a criatividade. 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.